O Programa Revive abriu concurso para a concessão do Santuário do Cabo Espichel, em Sesimbra. Transformar o espaço num estabelecimento turístico é o objetivo.

Inserido no parque natural da Arrábida, o Santuário do Cabo Espichel está a concurso no âmbito do programa Revive. Em causa está a concessão, válida por 50 anos, para criação de um estabelecimento hoteleiro, de alojamento local na modalidade de estabelecimento de hospedagem, ou outro projeto com vocação turística, refere a informação que consta da divulgação do concurso na página oficial do Governo.

Com uma área total de construção a rondar os 5 937 m2, o Santuário do Cabo Espichel é um imóvel de cariz histórico, classificado de interesse público desde 1950. Com uma localização privilegiada em plena Arrábida, beneficia ainda de uma Zona Especial de Proteção.

PUB

CONTINUAR A LER

O espaço do Santuário integra a igreja (construída entre 1701/1707), duas alas de hospedarias edificadas entre 1745-1760, a casa da água datada de 1770 e abastecida por um aqueduto e a casa da ópera, de finais de oitocentos.

A renda anual mínima é de 15.276,00 euros, e a concessão compreende o bem imóvel pertencente ao domínio privado do Município de Sesimbra (Ala Norte) e parte do bem imóvel propriedade da Confraria de Nossa Senhora do Cabo (Ala Sul).

Os investidores interessados em participar no concurso têm agora 60 dias para apresentar propostas que, “além de darem uma nova vida a este imóvel histórico, contribuam para a atração de turistas para a região e para a dinamização da economia local”.

Resumo:
Responsável: Programa Revive
Área: Imobiliário histórico
Produto: Santuário do Cabo Espichel
Mercado: Português
Necessidade: investidores
Contacto: https://revive.turismodeportugal.pt/pt-pt/pt-contatos

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia

Cultura

Desporto