A Pfizer e a Moderna anunciaram estar a trabalhar em vacinas contra a nova variante

A farmacêutica americana Pfizer anunciou esta segunda-feira terá em março uma nova vacina contra a Covid-19 que aumente a proteção contra a variante Ómicron mas que ao mesmo tempo continua a oferecer proteção para outras variantes

Albert Bourla, o diretor-executivo da Pfizer, disse que, embora ainda não seja claro se esta nova vacina será necessária, a sua empresa já começou a fabricar as primeiras doses. Disse ainda que alguns países pretendem tê-las logo que possível.

"A esperança é que consigamos algo que dê uma proteção muito melhor, em particular contra as infeções, porque agora a proteção contra hospitalizações e doença grave é razoável com as vacinas atuais, desde que a terceira dose tenha sido administrada", disse ao canal de televisão CNBC.

Para além da dúvida de que estava nova vacina seja necessária, Albert Bourla questiona também a quarta dose da vacina atual, que países como Israel já começaram a testar.

"Não sei se há necessidade de uma quarta dose de reforço, mas deve-se testar. Vamos fazer experiências", disse.

Ao mesmo canal de televisão, a Moderna disse esperar ter disponível para o próximo outono uma nova dose de reforço da sua vacina específica para a variante Ómicron. A Moderna já tinha adiantando no mês passado que ia começar a trabalhar na adaptação do seu produto à nova variante.

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia