O regulador europeu recomendou, esta quinta-feira, a administração da vacina da Pfizer para crianças entre os 5 e os 11 anos.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês) deu parecer positivo à administração da vacina da Pfizer em crianças com idades entre 5 e 11 anos. Esta vacina desenvolvida pela farmacêutica norte-americana já tinha sido aprovada para ser administrada em adultos e crianças a partir dos 12 anos.

“O Comité de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) da EMA recomendou a concessão de uma extensão da autorização da vacina contra a Covid Comirnaty [nome comercial da vacina da Pfizer/BioNTech] para que seja também administrada em crianças entre os 5 e os 11 anos“, aponta o comunicado do regulador europeu.

A vacina desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer em parceria com a alemã BioNTech já tinha recebido “luz verde” da EMA para ser administrada em adultos e em crianças com idade igual ou superior a 12 anos. Contudo, o regulador sinaliza que a dose a administrar às crianças entre os 5 e os 11 anos será menor do que para os adultos e maiores de 12 anos. As crianças destas faixas etárias vão receber 10 microgramas deste fármaco, ao passo que as pessoas com mais de 12 anos recebem 30 microgramas.

Quanto ao método de administração, o regulador recomenda que as crianças entre os 5 e os 11 anos recebam as duas doses da vacina, com um intervalo de três semanas, tal como acontece com os adultos.

PUB

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia

Cultura

Desporto