"Os dados do inquérito PMI de outubro indicam um fortalecimento das condições das empresas na economia moçambicana", refere a análise do banco.

"As novas encomendas deram origem a um crescimento renovado da produção e à contratação de um maior número de pessoal", mas há constrangimentos "na cadeia de fornecimento" o que tem obrigado a um "prolongamento dos prazos de entrega desde agosto de 2020".

Por outro lado, "os preços mais elevados das matérias-primas colocaram uma maior pressão nos custos de aquisição das empresas".

O PMI subiu de 50,4 em setembro para 52,1 em outubro (valores acima de 50 denotam uma melhoria, abaixo de 50 são sinal de recuo).

Ainda segundo o Standard Bank, as expetativas empresariais para o próximo ano "permaneceram sólidas durante o mês de outubro".

PUB

CONTINUAR A LER

Cerca de 65% dos inquiridos antecipa um "aumento dos níveis de produção".

A análise conclui que se trata de um reflexo de "esperança na recuperação" após a pandemia, "originando projeções de crescimento da procura e de uma maior atividade relacionada com as contratações".

O Purchasing Managers' Index (PMI) publicado pelo Standard Bank resulta das respostas de diretores de compras de um painel de cerca de 400 empresas do setor privado.

Moçambique tem um total acumulado de 1.34 mortes e 151.371 casos de covid-19, 99% dos quais recuperados, vivendo um abrandamento de infeções após o pico da terceira vaga, em julho.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia

Cultura

Desporto