A Netflix foi fundada em 1997 como serviço de entrega de DVD e é hoje uma  plataforma de streaming de séries e filmes tem mais de 148 milhões de utilizadores em todo o mundo.

Se um destes dias entrar no Netflix e não reconhecer o aspeto da aplicação, então é porque a mudança radical que está a ser preparada pela empresa já está a ser aplicada.

Por agora ainda são escassos os detalhes, mas a confirmação da transformação foi dada pelo próprio diretor executivo da Netflix, Reed Hastings, durante um encontro com a imprensa esta semana.

Segundo o executivo, a Netflix deverá desistir da distribuição de séries, filmes e documentários por grelhas e deverá adotar um estilo que foi apelidado como sendo parecido com “uma revista”. Leia também: Estes são os códigos secretos da Netflix para ver filmes e séries ocultos.

 É o próprio Reed Hastings quem diz que o interface atual está repleto de pequenas caixas e que há necessidade de aumentar o “interesse visual” das aplicações do serviço de streaming.

Os planos da empresa passam por fazer com que o aspeto do serviço seja dinâmico: por exemplo, às sextas-feiras à noite as imagens de destaque dos filmes ficam maiores, para chamar a atenção dos utilizadores que passam o serão em casa.

Também estão a ser trabalhadas alterações a nível de antecipação: se a Netflix souber que está viciado numa série, a próxima vez que iniciar a aplicação vai entrar diretamente no episódio que ainda tem por ver.

Por agora as alterações radicais não passam de planos, pois não foram partilhadas informações sobre quando podem chegar.

 A Netflix confirmou no entanto que já está a fazer testes de interfaces diferentes com um pequeno grupo de utilizadores.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Tecnologia