Numa altura em que as vendas do produto bandeira da Apple, o iPhone, têm desiludido os investidores e provocado quedas em bolsa, há outro produto da tecnológica que se afirma em ascensão: o airpod.

Os airpods estão a tornar-se "o acessório mais popular de sempre" da Apple, diz o analista da TF International Securities, Ming-Chi Kuo. Segundo a mesma análise, as encomendas podem disparar até aos 110 milhões em 2021, avança a CNBC.

Numa nota de análise, Kuo estima que as encomendas de airpods em 2018 vão ficar entre os 26 e os 28 milhões de unidades, números que comparam com os cerca de 16 milhões do ano anterior.

Ming-Chi Kuo aponta ainda para o lançamento de uma nova versão do airpod em 2019, a qual permite o carregamento sem fios, o que poderá elevar as encomendas até aos 55 milhões de unidades no próximo ano, até aos 80 milhões no seguinte e até aos 110 milhões em 2021. Este analista tem um historial de previsões acertadas no que toca ao lançamento de produtos por parte da Apple.

Estas estimativas são um sinal positivo para gigante da maçã, numa altura em que as vendas do iPhone têm desiludido e a empresa procura novas fontes de receita.

"Os milhares de milhões de utilizadores de iPhones em todo o mundo constituem uma oportunidade de crescimento com grande potencial para os airpods", defende o analista, que aposta numa maior probabilidade de os utilizadores da Apple comprarem airpods do que actualizarem as versões de iPhones que possuem.

Jornal de Negócios

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Tecnologia

Música

Desporto

Podcast