A Secretária Regional da Saúde entregou hoje novos equipamentos ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, designadamente 10 aparelhos de respiração autónoma e um nebulizador para desinfeção das superfícies das ambulâncias.

Teresa Machado Luciano adiantou que “os Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo são os primeiros a receber este equipamento, mas o material, que representa um investimento total do Governo dos Açores de 134 mil euros, será distribuído pelos 17 corpos de bombeiros da Região”.

O Governo Regional adquiriu 100 aparelhos respiratórios isolantes de circuito aberto (ARICA) e 17 nebulizadores para desinfeção e descontaminação das superfícies das ambulâncias, que serão agora distribuídos a todos os corpos de bombeiros do arquipélago.

“Os nebulizadores destinam-se à desinfeção e descontaminação das superfícies das ambulâncias, pelo que vão reforçar a segurança de profissionais e utentes, num contexto de pandemia de COVID-19”, salientou a Secretária Regional.

Quanto aos ARICA, a governante referiu que “estes equipamentos de respiração autónoma, que permitem que os bombeiros intervenham em ambientes com atmosferas contaminadas ou com deficiente concentração de oxigénio, são mais leves e a máscara é mais resistente a altas temperaturas”.

Teresa Machado Luciano, em declarações aos jornalistas, garantiu que, “além do stock normal de equipamentos de proteção individual existente em cada unidade de saúde e corpo de bombeiros, temos stock da Região e estamos bem”, adiantando, como exemplo, que existem “cerca de 40 mil máscaras autofiltrantes FFP2 e mais de um milhão de máscaras cirúrgicas”.

“Os equipamentos de proteção individual são distribuídos aos corpos de bombeiros através do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, que monitoriza diariamente os stocks”, frisou.

A Secretária Regional assegurou que “continuamos a procurar no mercado e estamos sempre em negociação, para garantir que o equipamento chega em tempo útil e de acordo com as nossas necessidades”.

Teresa Machado Luciano referiu ainda que “a retoma da atividade das unidades de saúde de ilha e dos hospitais está em curso, tendo começado faseadamente, com datas diferentes, porque não queremos apenas retomar, mas também recuperar, recorrendo sempre que possível à telessaúde”.

A titular da pasta da Saúde deixou também um desafio aos pais e cuidadores para a adesão à vacinação, salientando que se pretendem obter “resultados para a imunidade de grupo iguais aos atingidos em 2019, ano em que a taxa de vacinação se fixou em 95%”.

Pin It

Angra do Heroísmo