O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis distingue desde 2008, data da sua criação, as Autarquias que se destacam por “práticas amigas das famílias”.

O número de autarquias que têm aderido à iniciativa aumenta de ano para ano e, em novembro do corrente ano de 2019, a distinção foi atribuída a 76 dos 141 municípios candidatos.

De entre estes os que, como Angra, alcançaram este feito durante três ou mais anos consecutivos, receberam a Bandeira Mais Familiarmente Responsável com Palma.

Poucas são, no entanto, as autarquias que somam essa distinção desde o primeiro ano até à data. Efetivamente a Câmara de Angra tem recebido este prémio desde há 11 a esta parte, consecutivamente, o que a coloca entre as melhores autarquias do país nesta vertente.

A distinção, é atribuída após a análise de inquérito próprio, disponibilizado às autarquias para preenchimento dos dados.

O inquérito abrange políticas específicas de apoio às famílias, desde o apoio à maternidade, passando pelo apoio às famílias com necessidades especiais, até ao apoio ao acesso à educação, saúde ou cultura.

A Câmara de Angra tem-se destacado em várias áreas, nomeadamente na área da educação tendo atribuído, no presente ano letivo 2018/2019, 97 bolsas de estudo para o ensino superior, no valor total 265 392,00 €, mais 23.000,00 € de apoio ao pagamento de propinas de outros 23 alunos, bem como 1 838,35 € de comparticipação de juros de empréstimos a 9 estudantes.

O Município Angrense destaca-se ainda no apoio às Famílias Carênciadas do Concelho, designadamente na habitação através do apoio a obras consideradas de necessidade básica previstas em Regulamento Municipal próprio, e na área da alimentação seja através da distribuição de cabazes alimentares em parceria com o Banco Alimentar, seja através aa atribuição de cerca de 3 000 refeições anuais em parceria com a Assistência Medica Internacional.

Pin It