A Portugal Ventures acaba de lançar o Call Açores para projetos nas fases pre-seed e seed, com atividade localizada na Região Autónoma dos Açores. As candidaturas decorrem até 29 de novembro e cada projeto poderá receber até 200 mil euros.

A Portugal Ventures, do Grupo Banco Português de Fomento, em parceria com o Governo dos Açores, acaba de lançar a 1.ª edição da Call Açores, com o objetivo de promover o acesso ao financiamento de capital de risco para projetos inovadores, que tenham ligação à Região Autónoma dos Açores e que demonstrem a capacidade de potenciar o seu crescimento e desenvolvimento.

Esta iniciativa “visa fomentar a criação de empresas em fase de arranque e o reforço da capacitação empresarial das Pequenas e Médias Empresas (PME), com atividade na Região Autónoma dos Açores, para o desenvolvimento e implementação das suas estratégias de inovação, de crescimento e de internacionalização”, explica a sociedade de capital de risco em comunicado.

Segundo Rui Ferreira, vice-Presidente da Portugal Ventures, “com o lançamento desta 1ª Edição da Call Açores, a Portugal Ventures está muito empenhada em impulsionar o desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores, contribuindo para a capitalização de empresas cuja ligação seja de interesse estratégico para a região e apostando num ecossistema de elevado potencial inovador, com capacidade para se tornar competitivo a escala global.”

PUB

CONTINUAR A LER

A Call Açores irá investir em empresas constituídas ou a constituir, com atividade localizada nos Açores, projetos/empresas inovadoras nas fases de pre-seed e seed, projetos inovadores que promovam, direta e/ou indiretamente, o aumento da capacidade de exportação na região, que projetem a imagem positiva dos Açores no exterior enquanto destino de natureza e de sustentabilidade ambiental e que sejam considerados estratégicos nos setores do Turismo (Turismo e atividades de lazer, tecnologia), Life Sciences (terapêuticos, medtech, diagnóstico, digital health) e Tech (artificial intelligence, cloud & IT, enterprise software, SaaS, mobile, e- commerce, marketplaces, nanotechnologies, new materials, hardware).

Poderão concorrer ainda projetos de outros setores estratégicos, nomeadamente, Aeroespacial, Energia, Agroindustrial, Indústria Florestal e Indústria do Mar.

As candidaturas decorrem até 29 de novembro e cada projeto poderá receber até 200 mil euros.

Pin It