Plataforma que liga empresas e freelancers oficializou a entrada no mercado nacional com um website que permite, pela primeira vez, aos utilizadores locais realizarem as suas transações num ambiente “não-inglês.”

Depois da expansão para o Reino Unido, Alemanha, Espanha, Itália e Países Baixos, a Fiverr, plataforma de freelancers, elegeu Portugal para continuar o seu crescimento global. Ou seja, apesar dos portugueses já serem utilizadores – de março a abril deste ano, a sua utilização quase que duplicou – a plataforma acaba de adaptar os seus serviços permitindo, pela primeira vez, aos utilizadores locais realizarem as suas transações num ambiente “não-inglês”.

Este lançamento irá possibilitar tanto aos freelancers, como aos compradores locais, trabalhar em conjunto de uma nova forma, já que a Fiverr liga negócios de qualquer tamanho e setor a freelancers que oferecem serviços digitais distribuídos por mais de 400 categorias, tais como design gráfico, marketing digital, programação, traduções ou gaming, entre muitos outros.

Cada freelancer tem o seu próprio perfil, descrição de serviço, avaliação e preço fixo, o que ajuda a evitar negociações desnecessárias. Desta forma, os prestadores de serviço também encontram trabalhos de forma mais fácil e rápida.

Por sua vez, do ponto de vista do comprador, a Fiverr oferece a possibilidade de aceder a inúmeros serviços através da sua plataforma semelhante a um ecommerce, a qual assegura não só que o serviço estará concluído no tempo proposto, como também que não existirão custos surpresa.

“Estamos bastante satisfeitos com esta implementação, visto ser a primeira vez que permitimos aos nossos compradores portugueses realizar uma transação num ambiente ‘não-inglês’. Conseguir que os nossos utilizadores operem na sua própria língua foi sempre um dos nossos objetivos, pois irá aumentar significativamente a sua experiência na plataforma. Afinal, mudar a forma como o mundo trabalha em conjunto é a nossa missão”, explicou Peggy De Lange, VP de Expansão Internacional.

Pin It

Angra do Heroísmo