É uma revolução A associação portuguesa para a promoção do empreendedorismo, a Startup Portugal, vai estreitar a relação “com a área governativa da economia e, em particular, com o IAPMEI prevendo-se a celebração de contratos-programa com aquela entidade para o financiamento das suas atividades de interesse público”.

A Startup Portugal, lançada em 2016 e que tem como missão promover o empreendedorismo nacional, vai ter um relacionamento mais próximo com várias entidades governativas, incluindo o IAPMEI. O objetivo é promover a inovação nacional.

“O presente decreto-lei vem reconhecer o papel da Startup Portugal – Associação Portuguesa para a promoção do Empreendedorismo [SPAPPE] no desenvolvimento de atividades de interesse público no âmbito da promoção do empreendedorismo e inovação, em estreita ligação com entidades públicas e privadas com atuação no sistema nacional de empreendedorismo”, pode ler-se em Diário da República publicado esta segunda-feira, 4 de março. “Tendo em vista um papel ainda mais ativo da SPAPPE no apoio à implementação da Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, estreita-se a relação da SPAPPE com a área governativa da economia e, em particular, com o IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I. P., prevendo-se a celebração de contratos-programa com aquela entidade para o financiamento das suas atividades de interesse público”.

A Startup Lisboa nasceu em março de 2016. Era composta por 15 medidas que se inseriam em quatro categorias: financiamento, aceleração de startups, apoio a empreendedores e promoção e regulação. No ano passado, a estratégia nacional de apoio ao empreendedorismo foi alvo de um reforço, com injeção de cerca de 300 milhões de euros.

A aposta em programas de co-investimento entre o Estado e investidores estrangeiros é uma das grandes apostas da Startup Portugal, além do apoio a empreendedores estrangeiros que queiram vir para Portugal.

Pin It