A Vice-Presidência do Governo dos Açores, através da SDEA - Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, distinguiu na Gala do Empreendedor, que se realizou esta sexta-feira na Praia da Vitória, as melhores ideias de negócio, na sequência de mais um Concurso Regional de Empreendedorismo (CRE).

Ler Também

“As start-ups portuguesas de Saúde estão muito dinâmicas”

Advertio quer simplificar o marketing digital

Na edição de 2017, este concurso atribuiu o primeiro prémio, no valor de 25 mil euros, ao projeto 'Oricalco', da autoria de Lisa Esteves, o segundo lugar, no valor de 20 mil euros, ao 'Yara Pets', de Dúnio Gomes do Couto, e o terceiro, no valor de 15 mil euros, ao projeto 'Infinitum', de Marco Costa, Filipe Raposo e João Rego.

Relativamente à edição de 2018, o primeiro lugar foi atribuído ao projeto 'AZ SmartGrow', de Gonçalo de Andrade, no segundo lugar ficou a ideia de negócio 'Fumeiros dos Açores', de Tiago Silva, e em terceiro lugar o projeto 'Redcatpig Studio', de Marco Bettencourt.

Os prémios agora atribuídos visam integrar o capital das empresas que serão criadas no âmbito desta iniciativa.

Os resultados foram conhecidos na Gala do Empreendedor, cerimónia que contou com a presença do Vice-Presidente do Governo, Sérgio Ávila.

Durante a Gala, os vencedores das duas edições tiveram oportunidade de dar a conhecer os seus projetos, que abrangem diversas áreas, tais como inovação tecnológica, ao nível do desenvolvimento de sistemas de monitorização no âmbito da indústria agroalimentar, biotecnologia, tecnologias de informação e comunicação, turismo e indústrias criativas, em particular no desenvolvimento de jogos digitais.

No âmbito do fomento do empreendedorismo e em consonância com os objetivos delineados pelo Governo dos Açores, o Concurso Regional de Empreendedorismo visa estimular a capacidade de iniciativa, a criatividade e o comportamento empreendedor dos concorrentes, portadores de ideias de negócio inovadoras.

Tem ainda por objetivo a criação, nos Açores, de negócios inovadores, exequíveis e que respondam a necessidades do mercado, em áreas consideradas prioritárias para o desenvolvimento regional.

Pin It