O financiamento tem sido e será uma das preocupações eternas das empresas. Juntamente com as vendas e os resultados, tem-se assumido como um assunto prioritário que empreendedores, executivos e vários gerentes têm sempre em mente.

Se quer lançar, impulsionar ou investir num negócio e consegue autofinanciar-se, isto é, se já tem os recursos, sejam eles próprios, de família, amigos ou parceiros que estão dispostos a investir, não precisa de procurar financiamento. Mas caso não seja essa a sua situação, então tem de procurar formas de financiar a sua ideia ou negócio. E neste sentido há boas notícias.

A primeira é que o mercado de crédito para os negócios recuperou: os bancos estão dispostos a emprestar dinheiro de forma pouco rígida e em melhores condições, obviamente, do que nos piores anos da crise.

A segunda notícia positiva, se está à procura de dinheiro para o seu projeto, é nunca houve como agora tantas maneiras diferentes de alcançá-lo.

A Direção-Geral da Indústria e das PME, em Espanha, partilhou os 28 instrumentos financeiros – não só os mais conhecidos, como também os mais inovadores e menos desenvolvidos – que o podem ajudar a obter dinheiro, noticia o Business Insider. Alguns deles aplicam-se apenas ao mercado espanhol.

1. Business Angels
Trata-se de pessoas físicas com um conhecimento profundo de certos setores que têm capacidade de investimento e de impulsionar projetos empresariais com um forte potencial de crescimento nas suas primeiras fases de vida, disponibilizando quer capital quer valor à gestão.

2. Capital de risco
São investimentos de longo prazo e geralmente minoritários por parte de grupos especializados em empresas com boas perspetivas de rentabilidade.

3. Empréstimos de crédito
O credor e o investidor podem ceder, a posteriori, participações na forma de notas promissórias ou com cláusulas de acordo com a conveniência de ambas as partes.

4. Faturação inversa
Serviço financeiro que facilita aos clientes gerir o pagamento das suas compras.

5. Crédito
Contrato através do qual a instituição financeira é obrigada a pôr à disposição do cliente fundos até um certo limite e num prazo fixo na conta corrente, recebendo em troca os juros sobre os valores dispostos de forma regular.

6. Crowd Angel
Fusão do Crowdfunding com o conceito Business Angels, oferecendo uma nova ferramenta que visa facilitar o investimento em novas empresas com potencial de crescimento.

7. Crowdfunding
Cooperação coletiva realizada por pessoas que procuram obter dinheiro através de doações. Também pode ser chamado de financiamento em massa, financiamento coletivo, microfinanciamento coletivo ou crowdfunding.

8. Desconto
Instrumento financeiro que consiste em pagar em dinheiro o valor de um título (normalmente letras de câmbio) de crédito não vencido, após o desconto de juros e perdas legais durante o período entre o pagamento antecipado e o vencimento daquele.

9. Factoring
O factoring é uma atividade financeira que consiste na tomada de créditos à entidade que os detém para depois os cobrar ao devedor original. Um exemplo: a empresa B (devedor) tem uma dívida de 500 mil euros perante a empresa A (aderente), sua fornecedora de bens ou serviços, e tem um prazo de seis meses para a liquidar. Mas a empresa A precisa de ter já esse montante. Contacta uma sociedade de factoring (factor), que adianta uma parte considerável do montante em dívida (normalmente entre 80 e 90%).

A partir desse momento, a dívida da empresa B passa a ser perante a sociedade de factoring, que a deverá cobrar no prazo inicialmente acordado entre as duas empresas. Há cobrança de juros? Sim. A partir do momento em que o adiantamento é efetuado, a sociedade de factoring cobra juros sobre esse montante à empresa aderente.De onde vem o lucro da empresa de factoring? Tal como na atividade financeira tradicional, as sociedades de factoring obtêm os seus lucros da margem financeira resultante das taxas de juro cobradas às empresas aderentes.

10. Fundos de securitização
Atribuição por parte de instituições financeiras de crédito de empréstimos existentes nos seus balanços a um fundo de securitização criado ad hoc.

11. Forfaiting
Modalidade de financiamento de exportação que consiste no desconto sem recurso, por parte de uma entidade financeira, dos direitos de cobrança de uma série de efeitos mercantis que o exportador recebe para implementar o pagamento diferido de operações comerciais de compra e venda.

12. Forward
Contrato não normalizado entre duas partes para comprar ou vender um ativo numa data futura específica e a um preço acordado no presente.

13. Futuros financeiros
Contrato ou acordo vinculante entre duas partes que se comprometem a trocar um ativo, físico financeiro, a um preço específico e numa data futura pré-estabelecida.

14. Garantias / resseguro
Instrumento de financiamento de negócios que facilita o acesso da empresa ao crédito, através da prestação de garantia e resseguro.

15. Hipoteca
Contrato através do qual um devedor ou um terceiro afetam especialmente os bens imóveis ou direitos reais sobre eles como garantia para o cumprimento de uma obrigação principal, de tal forma que, vencida e não satisfeita, esta obrigação pode ser aplicada ao preço de venda desse ativo, com preferência aos direitos de qualquer outro credor.

16. Leasing
Contrato através do qual o arrendatário transfere o direito de usar uma propriedade a um inquilino em troca do pagamento de rendas por um período específico, no final do qual este último tem a opção de comprar o imóvel, devolvê-lo ou renovar o contrato.

17. Mercados alternativos
Na Espanha existem dois mercados alternativos através dos quais as PME podem obter financiamento: o Mercado Alternativo de Ações (MAB) e o Mercado Alternativo de Renda Fixa (MARF).

18. Mercados de dívida
Mercado onde os valores mobiliários são negociados a curto e médio prazo. Pertencem a estes títulos de mercado, notas promissórias e outros títulos de dívida.

19. Mercados de produtos derivados em Espanha
Produto financeiro cujo valor é baseado no preço de outro ativo. O ativo do qual depende leva o nome do ativo subjacente, por exemplo, o valor de um futuro sobre o ouro é baseado no preço do ouro. Os ativos subjacentes utilizados podem ser muito diferentes, ações, índices de ações, títulos de renda fixa, taxas de juros ou também matérias-primas.

20. Opções financeiras
Um instrumento derivativo estabelecido num contrato que dá ao comprador o direito, mas não a obrigação de comprar ou vender bens ou valores mobiliários (o ativo subjacente, que pode ser ações, títulos, índices de ações, etc.) a um preço predeterminado até uma data específica (vencimento).

21. P2P lending
Empréstimos de indivíduos ou empresas a outros indivíduos ou empresas sem a intervenção de uma instituição financeira tradicional.

22. Notas promissórias de empresas ou financeiras
Documento privado, estendido em forma legal, através do qual uma pessoa (emissor ou assinante) é obrigada a pagar a outro (segurado ou beneficiário) uma certa quantia de dinheiro numa data específica.

23. Ações fantasmas (phantom shares)
Trata-se de direitos económicos ou pagamento de dividendos sem ter a consideração de proprietários ou detentores de ações ou participações sociais. Este direito é limitado no tempo de acordo com o plano acordado. Daí o nome de ‘fictício’ ou ‘fantasma’, já que em nenhum momento são donos das mesmas.

24. Penhor
Contrato através do qual um devedor ou um terceiro afetam especialmente uma coisa móvel para o pagamento de uma dívida.

25. Empréstimo
Operação através qual a instituição financeira entrega uma quantidade de dinheiro ao cliente, sendo este último obrigado, após um determinado período de tempo, a devolver o referido montante acrescido de juros acumulados.

26. Empréstimo participativo
Contrato que estipula que o credor, além da remuneração ordinária através de juros, obtém outro dependente dos benefícios obtidos pelo financiado.

27. Aluguer
Contrato comercial bilateral através do qual uma das partes, a sociedade de aluguer, é obrigada a ceder a outro o arrendamento, o uso de uma propriedade por um tempo específico em troca do pagamento de uma renda periódica.

28. Swap
Transações financeiras entre duas partes que concordam em trocar fluxos monetários durante um período determinado, seguindo regras acordadas. O seu objetivo é mitigar as oscilações de moedas e taxas de juros.

Pin It