O programa ABANCA Innova StartUp pretende promover o desenvolvimento de novos projetos de negócios baseados em tecnologia nos setores de fintech, insurtech, regtech e cibersegurança.

Promover o arranque e o desenvolvimento de novos projetos empresariais baseados em tecnologia é o objetivo da nova edição do programa ABANCA Innova StartUp, realizado por esta entidade financeira, também aberto a start-ups portuguesas nos setores fintech, insurtech, regtech e cibersegurança.

A fase de candidaturas iniciou-se ontem e termina no próximo dia 11 de outubro. O programa mantém a abordagem das suas três edições anteriores, ou seja, acompanhar os empreendedores no processo de desenvolvimento da sua ideia através de um programa de formação que culminará com um projeto piloto que validará o seu modelo de negócio.

Após o processo análise das propostas, será feita uma seleção de seis a oito start-ups que darão início ao programa. As selecionadas serão atribuídas a um patrocinador da área de negócios do banco que decidiu apoiar a proposta e trabalhará nos próximos meses na definição e execução do projeto piloto.

O lançamento deste projeto piloto constitui o objetivo final do programa, uma vez que confere um valor decisivo aos empreendedores ao permitir-lhes testar a real viabilidade da sua ideia no mercado. Se os resultados forem positivos, podem ser estudadas possíveis formas futuras de colaboração entre o banco e a start-up.

O bootcamp decorrerá entre os dias 26 e 30 de outubro e este ano será realizado à distância. Ao longo do processo de desenvolvimento das suas ideias, as start-ups terão a possibilidade de aceder a um conjunto de benefícios que inclui o uso de espaços de coworking nas instalações do ABANCA Innova, o uso de Amazon Web Services, Google Cloud ou ferramentas de marketing digital, comunicação ou recursos humanos avaliados em mais de 150 mil euros.

Na última edição do ABANCA Innova StartUp inscreveram-se 57 start-ups das quais 15 eram portuguesas, sendo que ao bootcamp chegaram 19, das quais quatro portuguesas.

“O Programa ABANCA Innova StartUp combina a abordagem inovadora e tecnológica do ABANCA como entidade financeira com o nosso compromisso na criação de tecido económico através da promoção do empreendedorismo”, explicou Rosa Seoane, gestora do ABANCA Innova.

Coincidindo com o lançamento da nova edição, chegou também ao fim a 3.ª edição do ABANCA Innova Start-up. Os três finalistas foram a MiCappital, a HolaLucas e a CardDynamic que lançaram ontem os respetivos projetos piloto. Termina, assim, o processo de desenvolvimento dos projetos, nos quais as start-ups trabalharam no último ano em colaboração com o ABANCA.

Pin It

Angra do Heroísmo