Mike Cannon-Brookes, o bilionário cofundador da gigante australiana de software Atlassian, investiu 10 milhões de dólares na Juvenescence, uma empresa do Reino Unido que está a tentar aumentar a longevidade humana.

A start-up britânica Juvenensce recebeu recentemente um financiamento de 10 milhões de dólares (9 milhões de euros) do magnata australiano Mike Cannon-Brookes. Este foi o mais recente investidor privado numa empresa relacionada com o aumento da vida humana, após investimentos de outros financiadores em outras empresas com atividades semelhantes, como Larry Ellison, fundador da Oracle, ou Jeff Bezos, CEO da Amazon.

A start-up investiga formas de aumentar a esperança média de vida. Atualmente a longevidade da vida humana é de cerca de 72 anos e existem várias start-ups de ciências da vida que estão a investigar com o intuito de ajudar as pessoas a viver mais.

A Juvenescence não está a trabalhar só num único projeto, mas pretende construir um “ecossistema de longevidade”, ou seja, um portefólio de empresas interligadas que trabalham em terapias e tratamentos que poderão permitir que as pessoas vivam uma vida mais longa e saudável.

A start-up emprega cerca de 20 cientistas, investigadores de medicamentos, especialistas em IA e especialistas em finanças para coordenar portefólio, e está a trabalhar também em novos tratamentos para o cancro, diabetes, doenças neurodegenerativas e doenças cardíacas. Até agora, a Juvenescence apoiou 15 empresas, incluindo a AgeX Therapeutics, da Califórnia, e a Fox Bio. Ambas trabalham em terapias que podem melhorar o tecido humano envelhecido.

A Juvenescence já angariou mais financiamento do que qualquer outra start-up da área. A empresa obteve uma avaliação de 500 milhões de dólares (450 milhões de euros) e, de acordo com o Financial Times, irá realizar uma OPI em Nova Iorque no próximo ano.

Pin It