O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, destacou hoje, no Dia Nacional da Agricultura, o "profissionalismo" e "empenho" dos lavradores da região, valorizando o seu papel nas atuais "circunstâncias extraordinárias", de pandemia de covid-19.

"Se estivéssemos a viver tempos normais, estaríamos hoje a celebrar o Dia Nacional da Agricultura, numa iniciativa conjunta da Associação Agrícola de São Miguel e da Confederação dos Agricultores de Portugal. Em circunstâncias normais, a importância da agricultura e dos agricultores açorianos é um facto. Nas circunstâncias extraordinárias que hoje vivemos, essa importância é ainda mais evidente e eu gostaria de realçá-la a propósito dessa efeméride", considera Vasco Cordeiro, em texto publicado na sua página no Facebook.

O governante lembra que a agricultura açoriana "tem vindo a assumir um papel de destaque nos mais variados domínios", com a região a produzir "mais de 35% do leite, mais de 50% do queijo e cerca de 20% da carne de bovino" de todo o país.

"A estes dados junta-se, também, uma importância crescente na área das culturas horto-fruti-florícolas. Tudo isto só é possível, desde logo, pelo profissionalismo, pelo empenho, pelo trabalho e pela dedicação dos agricultores açorianos", prossegue Vasco Cordeiro.

Na pessoa do presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, o chefe do Governo dos Açores endereça uma saudação aos lavradores da região, dizendo que o seu trabalho "é, ainda mais nas atuais circunstâncias, um elemento essencial neste esforço conjunto" para se ultrapassar a atual conjuntura de pandemia.

Desde o início do surto foram confirmados nos Açores 143 casos da covid-19 no arquipélago, 76 dos quais atualmente ativos, tendo ocorrido 53 recuperações (33 em São Miguel, nove na Terceira, cinco em São Jorge e cinco no Pico) e 14 mortes (em São Miguel).

A ilha de São Miguel foi a que registou mais casos (105), seguindo-se Terceira (11), Pico (10), São Jorge (sete), Faial (cinco) e Graciosa (cinco).

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 251 mil mortos e infetou quase 3,6 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1.1 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.074 pessoas das 25.702 confirmadas como infetadas, e há 1.743 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Pin It

Angra do Heroísmo