As ilhas das Flores, Corvo e Santa Maria, que não registaram casos de covid-19 desde o começo da pandemia, são as primeiras dos Açores a ver as medidas restritivas a começar a ser levantadas, o que sucede desde hoje.

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, apresentou na quinta-feira as medidas para as próximas semanas na região, dividindo-as entre quatro blocos: um referente a Flores, Corvo e Santa Maria, sem casos registados desde o começo da pandemia, outra para São Miguel, a ilha com maior número de infetados e a única com registo de mortes (13), mas que tem cadeias de transmissão identificadas e restritas, outro para a Graciosa, há 12 dias sem casos novos, e uma última para Pico, Faial, São Jorge e Terceira, quase todas há 28 dias sem novos infetados (o Pico chegará a este número na terça-feira).

No que refere a Flores, Corvo e Santa Maria, estas passam hoje do estado de contingência para o estado de alerta e haverá desde já a retoma de serviços de saúde para utentes de "diversas patologias", anunciou Vasco Cordeiro.

Além disso, será retomado o transporte marítimo de passageiros nas ligações entre as ilhas das Flores e do Corvo, no grupo ocidental da região.

Haverá também a abertura de diversos estabelecimentos, nomeadamente bares ou ginásios, e a abertura de zonas balneares, cumprindo-se sempre as normas de distanciamento social.

Na quinta-feira, dar-se-á nestas três ilhas a abertura de diversos serviços da administração regional, "mantendo-se regime de teletrabalho em todos os casos em que isso seja possível", nomeadamente em casos mais delicados ou em grupos de risco.

Creches, jardins de infância e centros de dia reabrem nas Flores, no Corvo e em Santa Maria também na quinta-feira, ao passo que na segunda-feira seguinte, dia 11, haverá o "retomar das aulas presenciais nos estabelecimentos dos três ciclos de ensino básico, bem como no secundário", com máscara e desinfetante a terem de ser usados por "toda a comunidade".

Até ao momento, já foram detetados nos Açores um total de 143 casos, verificando-se 53 recuperados, 14 óbitos e 76 casos positivos ativos, sendo 58 em São Miguel, dois na ilha Terceira, quatro na Graciosa, dois em São Jorge, cinco no Pico e cinco no Faial.

 

Pin It

Angra do Heroísmo