O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que abre hoje o período de candidaturas ao regime de apoio à reestruturação e reconversão de vinhas (VITIS), com uma dotação de quatro milhões de euros, para dar continuidade ao crescimento de um setor que tem contribuído de forma relevante para o desenvolvimento económico da ilha do Pico e para recuperação da paisagem.

“Com a abertura deste aviso surge uma nova oportunidade para os vitivinicultores dos Açores darem continuidade ao processo de reconversão das vinhas, utilizando para o efeito os apoios públicos que estão disponíveis através do VITIS”, referiu João Ponte, acrescentando que as candidaturas vão decorrer até 31 de janeiro.

O Secretário Regional, que falava domingo nas comemorações do 12.º aniversário da adega A Buraca, no Pico, salientou que a dotação orçamental para este aviso do VITIS permitirá reconverter mais 150 hectares de vinha nos Açores.

“Fruto de todo o investimento público e privado que tem vindo a ser feito no âmbito do setor vitivinícola podemos afirmar que este é um setor estratégico para os Açores e que tem permitido aumentar o número de vinhos certificados, melhorar o seu posicionamento nos mercados e crescimento das exportações”, considerou João Ponte, acrescentando que, ao abrigo do VITIS, já foram investidos cerca de 21 milhões de euros, que permitiram reconverter quase 800 hectares de vinha.

Para João Ponte, o setor da vitivinicultura tem desafios importantes a vencer, desde logo, ao nível de garantir a autenticidade dos vinhos produzidos nos Açores, pois só assim será possível assegurar uma maior valorização das produções e a sustentabilidade desta atividade.

“É fundamental também atrair novos investidores para a transformação, visto que existe um enorme potencial ao nível da produção de vinho, que, a curto prazo, ultrapassará a capacidade instalada, pelo que é fundamental um novo operador, que procure novos mercados capazes de valorizar os vinhos dos Açores”, afirmou o Secretário Regional.

 

Pin It