Nas últimas 24 horas foram diagnosticados nos Açores 21 novos casos positivos de covid-19, sendo 15 em São Miguel, dois na Graciosa, dois no Faial, um na Terceira e um em São Jorge, decorrentes de 620 análises realizadas nos laboratórios de referência da Região e uma em laboratório não convencionado.

Em São Miguel um viajante não residente, obteve resultado positivo na análise TR Ag, realizada numa farmácia, por ter apresentado sintomatologia. Todos os casos restantes correspondem a transmissão comunitária. Por concelhos, Ponta Delgada registou oito casos, Ribeira Grande, cinco e Vila Franca do Campo, dois. 

O caso registado na Terceira, na freguesia da Serreta, concelho de Angra do Heroísmo, corresponde a um não residente, com rastreio devido a sintomatologia revelada.

No Faial, um dos casos registados integra a cadeia pré-existente partilhada entre as ilhas Faial e São Jorge. O outro caso, viajante, não residente, deu origem a uma nova cadeia de transmissão local primária.

Em São Jorge, um viajante, não residente, obteve resultado positivo no rastreio realizado, por ter apresentado sintomatologia. O caso foi registado em Velas.

Na Graciosa, Graciosa, um novo caso positivo integra uma cadeia pré-existente em Santa Cruz. E há também um caso com resultado positivo diagnosticado por autoteste, cuja origem do contacto está ainda por aferir (conferir Anexo 1 – quadro de positivos para todo o arquipélago).  

Também nas últimas 24 horas foram registadas 38 recuperações (conferir Anexo 2 – quadro de recuperações para todo o arquipélago).  

À data de hoje estão internados 12 doentes, todos no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, permanecendo um em Unidade de Cuidados Intensivos. 

PUB

CONTINUAR A LER

O arquipélago regista presentemente 386 casos positivos ativos, sendo 331 em São Miguel, 14 na Terceira, 14 na Graciosa, 11 em São Jorge, 11 no Faial e cinco em Santa Maria.

Com a recuperação do último elemento da cadeia de transmissão local localizada na ilha de Pico, dá-se a mesma por extinta. Assinala-se o aparecimento de uma nova cadeia de transmissão local na ilha do Faial com origem num viajante, não residente. Estão agora ativas quatro cadeias de transmissão local primária em todo o arquipélago, sendo duas na Graciosa, uma no Faial e uma partilhada entre Faial e São Jorge. Até ao presente foram extintas 229 em todas as ilhas. Em vigilância ativa estão hoje 860 pessoas. 

Desde o início da pandemia foram diagnosticados nos Açores 8.564 casos positivos de covid-19, tendo recuperado da doença 7.974 pessoas. Faleceram 41, saíram do arquipélago 92 e 71 apresentaram prova de cura anterior. Até ao presente realizaram-se 671.490 análises para despiste do vírus SARS-CoV-2 que causa doença covid-19.   

Desde 31 de dezembro de 2020 e até 16 de agosto, foram vacinadas nos Açores 167.580 pessoas com a primeira dose (67,9 por cento) e 152.369 com vacinação completa (64,4 por cento), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.   

 

Pin It