O Governo Regional, através da Secretaria Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego, abre, entre 21 de junho e 26 de julho, o período de candidaturas ao Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato dos Açores (SIDART) para o corrente ano.

De acordo com o despacho hoje publicado em Jornal Oficial, as candidaturas, destinadas a artesãos em nome individual, pessoas coletivas sob qualquer forma ou designação e associações de artesãos, desde que estejam devidamente licenciados e possuam 'carta de artesão', devem ser efetuadas exclusivamente online, no sítio do Centro de Artesanato e Design dos Açores (CADA) na Internet, em www.artesanato.azores.gov.pt.

 PUB

CONTINUAR A LER

Os apoios financeiros variam entre um máximo de 20 mil euros e um mínimo de 100 euros, sendo não reembolsáveis, até ao limite de 50% das despesas elegíveis no caso de candidaturas das ilhas de S. Miguel e da Terceira e de 60% nas restantes ilhas do arquipélago.

Desta forma, fica assegurado, para além da dotação orçamental, um contínuo apoio ao artesanato em áreas como a formação, a qualificação e a inovação do produto artesanal, a comercialização, a promoção, bem como investimentos em estruturas e equipamentos de produção das Unidades Produtivas Artesanais.

O Governo dos Açores defende ser necessário promover uma maior democratização dos apoios previstos no SIDART, tendo em vista uma verdadeira afirmação da produção artesanal como um setor dinâmico, inovador e sustentável, que contribui ativamente para a riqueza, diversidade do património cultural e para o desenvolvimento económico dos Açores.

Preconizando maior capacidade produtiva, melhor qualidade de produção e mais competitividade, torna-se fundamental investir na criação de novos produtos, a par de uma maior aposta em novos canais de distribuição e de comercialização, nomeadamente em plataformas globais de e-commerce, dando dimensão internacional aos produtos endógenos, bem como à nossa inovação e cultura.

Pin It