Na passagem pela ilha Terceira, a equipa do projeto TASTE visitou a Pastelaria “O Forno”, situada no coração da cidade de Angra do Heroísmo, fundada em 1987 como uma boutique de pão quente. Esta pastelaria depressa se destacou pela produção e comercialização do bolo D.ª Amélia.

Ao falarmos com Ana Maria Pereira da Costa, proprietária deste estabelecimento, com orgulho nos mostrou a receita manuscrita do bolo D. Amélia, proveniente de seus pais, e que está emoldurada numa das paredes da pastelaria. O bolo D.ª Amélia e a pastelaria “O Forno” já passaram as fronteiras insulares e, nos dias de hoje, são uma referência da gastronomia portuguesa, como atesta o facto de a comemoração do centenário da inauguração do Museu dos Coches, pela rainha D.ª Amélia, terem sido presenteados aos convidados este doce típico da ilha Terceira, confecionado por esta pastelaria.

O bolo D.ª Amélia tem a sua origem na visita régia de D. Carlos e D. Amélia, de 1901, aos arquipélagos da Madeira e dos Açores, e na sua passagem pela Terceira as senhoras da sociedade local presentearam a rainha com um bolo, confecionado com os produtos da terra, como sejam a farinha de milho local, açúcar e manteiga, complementado com as especiarias provenientes das caravelas, procedentes da Rota das Índias, que aportavam no porto de Angra do Heroísmo. A este doce deram-lhe o nome de “Dona Amélia” tendo este chegado aos nossos dias como uma imagem de marca da doçaria tradicional terceirense.

Vídeo produzido no âmbito do trabalho de campo realizado pelo projeto TASTE - Taste Azores Sustainable Tourism Experiences.

TASTE é um projeto desenvolvido pelo CEEAplA (Centro de Estudos de Economia Aplicada do Atlântico) e pelo CHAM – Centro de Humanidades da Universidade dos Açores, com a colaboração da Direção

Regional da Cultura do Governo Regional dos Açores.

Projeto financiado pelo PO Açores 2020 ACORES-01-0145-FEDER-000106.

PUB

Pin It

Angra do Heroísmo

Diário

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Cultura

Outras Notícias