SAIBA MAIS                                                                                                                                                             

De acordo com um novo relatório agora divulgado, a empresa está prestes a entrar na área do e-mail e do calendário (onde a Google a Microsoft dominam).

Depois de ganhar uma expressão massiva em 2020, a plataforma de videoconferência Zoom está agora com intenções de se expandir, nomeadamente em áreas chave que a podem tornar uma concorrente direta das gigantes Google e Microsoft.

A tirar proveito do crescimento sem precedentes que registou durante a pandemia, a empresa está a trabalhar em novos serviços e tudo indica que a primeira aposta se direciona para um serviço de e-mail e calendários.

Com a Microsoft a reunir um conjunto de ferramentas no Office 365 e a Google no seu GSuite ou Workspace, o trajeto parece óbvio para a plataforma Zoom que pretende também juntar também algumas funcionalidades imprescindíveis nos dias de hoje.

No entanto, os e-mails e os calendários parecem ser apenas parte da estratégia de expansão da empresa e, os anúncios de emprego que estão ativos mencionam a integração de serviços como a Asana e a Dropbox - aplicações-chave para o teletrabalho.

Também na tecnologia já existente, a plataforma tem vindo a melhorar e criou uma nova versão do seu programa para Macs, concebido para os novos computadores da Apple com o chip M1, que deverá utilizar uma menor percentagem de bateria.

Com a crescente concorrência, e a clara necessidade destas plataformas no futuro, tem-se vindo a assistir a uma expansão da Zoom, que ganhou milhões de novos clientes em 2020 e subiu 423% em valor de mercado em apenas um ano. Espera-se que da nova estratégia da Zoom possa fazer parte a aquisição de outras empresas ou até mesmo ser adquirida por um dos gigantes tecnológicos.

Recorde-se que a Salesforce adquiriu a Slack, outra plataforma colaborativa que se tornou ainda mais importante durante a pandemia (embora sem o sucesso da Zoom). A grande entrave à Salesforce comprar a Zoom a expandir a rivalidade com a Microsoft e com o serviço Teams nesta altura parece mesmo ser o preço.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia

Cultura

Motores

Desporto