A esperança média de vida aos 65 fixou-se em 19,35 anos. Por isso, a idade de acesso à pensão de velhice será de 66 anos e quatro meses em 2023.

A idade normal de acesso à pensão vai cair para 66 anos e quatro meses em 2023, uma vez que a esperança média de vida aos 65 anos se fixou em 19,35 anos. Esse dado foi divulgado, esta segunda-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

A idade da reforma é determinada pela aplicação de uma fórmula que tem em conta a evolução da esperança média de vida aos 65 anos. Ora, a estimativa provisória publicada, esta manhã, pelo ECO indica que tal indicador fixou-se em 19,35 anos, o que compara com os 19,69 anos registados no triénio anterior.

A partir desse número, é possível agora prever que a idade de acesso à pensão de velhice para 2023 será de 66 anos e quatro meses, isto é, vai ficar descer em relação à idade da reforma aplicada em 2022. Isto depois de ter aumentado durante dois anos consecutivos (em 2021 e em 2022).

É importante explicar que até 2013, a idade normal da reforma estava nos 65 anos. Em 2014, aumentou para 66 anos e, a partir daí, passou a ser atualizada em linha com os ganhos da esperança média de vida aos 65 anos. Entre 2019 e 2020, a idade de acesso à pensão estacionou nos 66 anos e cinco meses, em resultado de um aumento muito ligeiro da esperança média de vida.

Aos pensionistas que contem com mais de 40 anos de contribuições, é aplicada a “idade pessoal da reforma”: aplica-se um desconto de quatro meses em relação à idade normal de acesso à pensão por cada ano de descontos que o trabalhador tiver acima dos 40. No limite, é possível passar à pensão antes dos 65 anos, sem qualquer corte.

PUB

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia