Já há mais de 100 mil inscrições no âmbito do alargamento da ADSE aos funcionários públicos com contrato individual de trabalho. Média de idades fica mais jovem.

O período especial de inscrição na ADSE para os funcionários públicos com Contrato Individual de Trabalho (CIT), celebrado antes de 9 de janeiro de 2021, termina esta quinta-feira. Este alargamento já representa um acrescento de mais de 100 mil novos beneficiários do subsistema de saúde dos funcionários públicos.

Consultas sobem e internamentos descem. Veja preços da ADSE

Quando foi anunciado o alargamento, a ministra da Administração Pública sinalizou que o universo potencial de beneficiários era de 100 mil, ao qual acrescia os familiares. Atualmente, segundo o balanço mais recente, há já cerca de 103 mil inscrições: 66.146 titulares e 36.641 familiares (na maioria dependentes).

PUB

CONTINUAR A LER

A idade média dos novos beneficiários ronda os 39 anos. Esta média de idades mais jovem “traz muita tranquilidade relativamente ao futuro” e é uma “lufada de ar fresco na ADSE”, segundo defende a presidente do Conselho Diretivo do subsistema, ao ECO. “Ajuda muito a sustentabilidade”, admite, mas traz também “responsabilidade acrescida” para não “defraudar expectativas”.

Manuela Faria aponta que tem sido uma “adesão massiva”, sendo a expectativa ainda que vá aumentar nos últimos dias do prazo. Ainda assim, recorda que, com as novas regras, os próximos trabalhadores públicos que entrarem com CIT já vão poder inscrever-se normalmente na ADSE, sendo este período extraordinário para aqueles que já tinham celebrado o contrato e não o puderam fazer antes.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Startups

Economia

Notícias Regionais

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Mundo

Tecnologia

Cultura

Desporto