A Disney está de luto com a morte de Ann Sullivan, um dos seus grandes talentos. Foi pela sua mão que nasceram algumas das personagens mais emblemáticas do cinema de animação, entre eles o Rei Leão, a princesa Pocahontas, Lilo & Stitch ou Ariel, a Pequena Sereia. A artista morreu de complicações derivadas da Covid-19, aos 91 anos.

Sullivan, que se reformou há cerca de duas décadas, vivia num lar para aposentados do cinema, em Woodland Hills, na Califórnia, suportado por um fundo criado em 1921 por Charlie Chaplin, Mary Pickford, Douglas Fairbanks e D.W. Griffith. No mesmo local, há uma semana, outras três pessoas perderam a vida para o coronavírus, entre elas o ator Allen Garfield, de 80 anos, e outras 13 testaram positivo.

Natural de Fargo, Sullivan mudou-se com a irmã para a Califórnia e começou a trabalhar na Disney na década de 1950. Nos anos 80 viu o seu talento reconhecido ao colaborar na animação de clássicos como ‘Tarzan’ e ‘Fantasia’.

Pin It

Angra do Heroísmo