A cidade do Maputo viveu ontem uma manhã agitada, por causa de uma suposta onda de recrutamento compulsivo de jovens para fins até agora desconhecidos.

Ninguém sabe ao certo quem são os supostos recrutadores, facto porém é que um dos maiores mercados grossista da cidade do Maputo esteve durante parte do dia de hoje praticamente vazio, uma vez que os jovens que ali fazem o negócio estavam todos em debandada, porque os supostos recrutadores lá estiveram a busca de jovens.

A agitação ganhou força nas redes sociais e obrigou as autoridades do Ministério da Defesa Nacional a vir a público deixar a sua versão.

O Coronel Carlos Macamisa, falou em nome do ministério da Defesa Nacional e disse que trata-se de boatos sem fundamentos e com motivações desconhecidas.

O Coronel diz estar em curso investigação visando encontrar os responsáveis pela desinformação.

Apesar do desmentido oficial, ao nível da sociedade acredita-se que os supostos recrutamentos visam reforçar as fileiras do combate aos insurgentes em Cabo Delgado.

Verdade ou não, o activista social Alberto Manhique diz que o governo deve ter outra atitude perante a situação naquela província, e não sacrificar a vida de jovens inexperientes

Pin It