A China vai dar todo o apoio necessário aos estudantes moçambicanos que estão em Wuhan e outros pontos do território chinês e possam estar a passar fome.

A garantia foi dada, nesta sexta-feira, pelo porta-voz do ministério moçambicano dosNegócios Estrangeiros e Cooperação de Moçambique, Geraldo Saranga.

Moçambique tem, na República Popular da China e territórios administrados uma comunidade estimada em 475 pessoas, das quais 406 são estudantes, cujos pais têm estado muito queixosos e a pedir com insistência que os seus filhos regressem ao país de origem.

Mas o governo moçambicano insiste que eles devem permanecer em território chinês, pois, no seu entender, não obstante o risco, a assistência sanitária lá é melhor.

Pin It

Angra do Heroísmo