O Ministério da Saúde de Moçambique assegura que o país não está em perigo devido ao surto de coronavírus na China e que o risco de contaminação é reduzido.

Em conferência de imprensa, Rosa Marlene Cuco, diretora nacional de Saúde Pública, garantiu também, nesta sexta-feira, 24, que as viagens de e para a China continuam nomais, mas apela que as pessoas se mantenham atentas aos sinais da doença.

Governo moçambicano desdramatiza alarme frente a coronavírus e diz estar atento

Nas redes sociais, há muito alarme e os internaturas mostram a sua preocupação com o coronavírus.

“As pessoas têm de continuar a viajar, mas que observem as medidas de segurança como protegerem-se do contato com as pessoas que tenham uma doença respiratória, na eventualidade de irem àquele local, porque, ainda mesmo na China, continua um surto localizado”, afirmou Cuco, garantindo que o Ministério da Saúde está atento ao evoluir da situação.

As autoridades sanitárias, de acordo com Rosa Marlene Cuco, estudam a possibilidade de criar uma plataforma digital que permita, com mais eficácia, difundir informações de interesse público.

“O que nós estamos a ver é que as redes sociais têm muita força, então temos de arranjar mecanismos de facto de passar muito mais informação educação

Pin It

Angra do Heroísmo