Preço das casas subiu em todas as regiões menos nos Açores. A nível de distritos foi em São Miguel que houve a maior desvalorização de preços

O preço das casas voltou a subir 4,5% no segundo trimestre, mostra o índice de preços do Idealista, elaborado a partir dos anúncios colocados nesta plataforma. Com este aumento, o valor por metro quadrado em Portugal fixou-se em 1932 euros.

A valorização do preço das casas tem sido transversal a todo o país, no entanto, entre maio e junho, os Açores ficaram de fora destes aumentos, tendo apresentado, inclusivamente, uma descida de 1,8%.

A Área Metropolitana de Lisboa foi a que assistiu a uma maior valorização (6,5%), seguindo-se a região Centro (4%), Algarve (3,9%), Madeira (3,1%) e o Alentejo (1,5%).

O preço por metro quadrado na área metropolitana de Lisboa é, inclusivamente, o mais elevado: 2153 euros.

Numa análise por distrito, o Idealista refere que houve uma subida em 17, de 24 distritos analisados, com os maiores aumentos a terem lugar em Lisboa (5,3%), Porto (5,1%), Guarda (4,9%), Setúbal (4,6%), Aveiro (4,2%) e Leiria (4,2%). No caso de Coimbra, a subida foi de 2,9%. Em todo o caso, houve descidas: São Miguel (Ilha) (-5,2%), Castelo Branco (-2,5%), Portalegre (-2%) e Santarém (-1,9%).

FONTE:DINHEIRO VIVO/ANA MARGARIDA PINHEIRO

Pin It