A estreia da oitava temporada está aí. E se ainda não está a par, chegou a altura de fazer batota e ler este resumo-relâmpago, com todos os spoilers a que tem direito. Se vai à guerra então vá armado.


Matematicamente, ainda é possível. Afinal, o tempo televisivo total de “Guerra dos Tronos” até agora, à beira da estreia da oitava e última temporada a 15 de abril, é de 67 horas. Mas descontando sete horas de sono, oito de trabalho, tempo para outros afazeres sociais ou de ordem biológica, é possível que já não dê para rever tudo o que ficou para trás. Não pode ser por acaso que o inverno já se tinha ido embora e voltou.

Se até ao dia em que se depara com este artigo ainda não palmilhou nem um metro do território do reino de Westeros, ou na eventualidade de já se ter embrenhado de tal forma no universo televisivo da saga imaginada por George R.R. Martin (As Crónicas de Gelo e Fogo) que já está tudo confuso – afinal, já lá vai ano e meio desde o final da temporada anterior, isto para não falar da estreia original nos idos de 2011 –, está na altura de aceitar que nem toda a gente tem vida para acompanhar viagens que duram oito episódios. E está na altura de abraçar todos os spoilers que se seguem (o alerta está dado).

Catarina Homem Marques/Observador

Pin It