O Governo dos Açores atribuiu três bolsas de investigação no âmbito do programa de bolsas de curta duração entre universidades e centros de investigação dos Estados Unidos da América e da Região, destinado a investigadores de pré-doutoramento de nacionalidade portuguesa e residentes no arquipélago.

Este programa, lançado no final do ano passado, no âmbito do protocolo de cooperação entre o Governo dos Açores e a Comissão Fulbright, previa conceder cerca de cinco bolsas por ano letivo destinadas à realização de projetos de investigação em universidades ou centros de investigação nos EUA, com a duração de quatro a nove meses, por parte de investigadores de pré-doutoramento, ou seja, alunos de doutoramento, mestres ou licenciados.

O Diretor Regional da Ciência e Tecnologia frisou que estas bolsas de investigação “premiaram o mérito” de três investigadores, nomeadamente Catarina Ritter (Paleoecologia), Diogo Ferreira (Energia Renovável Oceânica) e Paulo Borges (Hidrogeologia), que “vão ter a oportunidade de aprofundar os seus estudos em centros de investigação norte-americanos, nomeadamente em Pittsburgh, na Virgínia e no Arkansas”.

Este programa, segundo Bruno Pacheco, “é uma aposta ganha pelo Governo dos Açores, dado que o desafio lançado aos jovens investigadores foi bem acolhido, demonstrando que existe grande vontade e também a necessidade deste tipo de colaborações”.

O Diretor Regional destacou que “este programa pretende enriquecer o perfil académico e profissional dos nossos investigadores”.

Bruno Pacheco referiu ainda que a Comissão Fulbright, “com vasta experiência neste tipo de concursos, considerou que os resultados deste concurso foram bastante positivos, dado que esta foi a primeira edição nos Açores”.

“Está previsto para outubro o lançamento de um segundo concurso, também ao abrigo deste protocolo, que será orientado para estudantes e investigadores americanos com pré-doutoramento”, adiantou, acrescentando que esta é uma forma de promover “o conhecimento científico-tecnológico na Região, bem como o desenvolvimento de fatores que favoreçam a inovação”.

“Este programa de bolsas pretende ser um contributo para a consolidação de uma sociedade baseada no conhecimento, que se pretende enraizar cada vez mais na Região, servindo, simultaneamente, de motor ao desenvolvimento cultural e económico dos Açores e dos açorianos”, afirmou o Diretor Regional.

O protocolo de cooperação entre o Governo dos Açores e a Comissão Fulbright foi assinado em outubro de 2019 na ilha Terceira e estabeleceu a cooperação com o objetivo de promover um programa conjunto de atribuição de bolsas Fulbright para investigação com o apoio do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia.

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores