A Direção Regional da Cultura, através do Museu de Angra do Heroísmo, tem patente, até 27 de setembro, na Aerogare Civil das Lajes, na ilha Terceira, a mostra “Concorde: mais rápido que o som”, em que se apresenta uma grande maquete do avião Concorde oferecida a esta instituição museológica pelo diretor da empresa fabricante da aeronave.

Esta iniciativa integra-se no programa Museu Fora de Portas, através do qual o Museu de Angra do Heroísmo pretende dar a conhecer a riqueza e representatividade do seu acervo, em termos da memória da coletividade em que se insere, ao nível cultural, histórico e afetivo.

O modelo em exposição, na escala 1/24, evoca a memória da Cimeira Atlântica de 1971, realizada na ilha Terceira, entre Richard Nixon, Presidente dos EUA, e Georges Pompidou, Presidente de França, que viajou precisamente num Concorde, tendo Marcelo Caetano, Presidente do Conselho de Ministros à data, sido o anfitrião do encontro.

O Concorde foi um dos dois únicos aviões supersónicos de passageiros fabricados no mundo, tendo sido produzido entre abril de 1965, ano da fabricação da primeira peça, e o final de 1978, pelo consórcio formado pela British Aircraft Corporation (BAC) e a francesa Aerospatiale.

Os voos comerciais com este avião começaram a 21 de janeiro de 1976 e terminaram a 24 de outubro de 2003, tendo sido operado apenas pelas companhias British Airways e Air France.

Um acidente, em Paris, a 25 de julho de 2000, que provocou a morte de todos os passageiros, levou à paralisação de toda a frota francesa e britânica e é considerado como a principal causa do fim dos voos do Concorde.

A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço www.culturacores.azores.gov.pt.

 

 

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores