O Governo dos Açores reservou para o próximo ano 200 mil euros para os projetos a candidatar no âmbito do Programa Regional de Apoio às Sociedades Recreativas e Filarmónicas (SOREFIL), segundo um aviso publicado hoje em Jornal Oficial.

O objetivo do SOREFIL, explica uma nota do executivo açoriano, é apoiar "a aquisição de instrumentos musicais, fardamento e repertório", mas que sejam para utilização "única e exclusivamente na prossecução da atividade cultural" das sociedades recreativas e filarmónicas.

Os apoios, disponibilizados através do plano e orçamento da Secretaria Regional da Educação e Cultura, visam também a conservação, manutenção e reparação de instrumentos musicais.

Fonte da secretaria regional adiantou à agência Lusa que os Açores têm "101 bandas filarmónicas no ativo nas nove ilhas".

As filarmónicas desempenham no arquipélago açoriano uma importante função social e cultural.

De acordo com a nota, podem candidatar-se ao SOREFIL "as sociedades recreativas e filarmónicas que, cumulativamente, tenham sede nos Açores e situação contributiva regularizada perante a Segurança Social, a administração fiscal e a entidade que atribui o subsídio".

"As candidaturas apresentadas ao SOREFIL, cujo prazo decorreu até setembro, serão apreciadas por uma comissão constituída por Antero Orlando Pereira Ávila, compositor, Alberto Roque, professor na Escola Superior de Música de Lisboa, e Ana Paula de Medeiros Andrade Constância, professora no Conservatório Regional de Ponta Delgada", explica ainda o executivo regional.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Cultura

Saúde

Sociedade

Tecnologia

Motores

Tecnologia