A Índia voltou a ultrapassar os 83 mil novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, depois de um dia antes ter batido o recorde mundial de novas infeções num só dia, com 83.883 contágios.

Nas últimas 24 horas, a Índia registou 83.341 infeções, acumulando mais de 3,9 milhões desde o início da pandemia e aproximando-se do Brasil (o segundo país do mundo com mais casos), com 4.041.638 contágios, segundo os dados oficiais.

Também nas últimas 24 horas o país registou mais 1.096 mortes, elevando o total de óbitos para 68.472.

A taxa de mortalidade na Índia, de 1,75%, está muito abaixo da média global de 3,3%.

Os peritos têm questionado se alguns estados indianos têm identificado de forma correta o número de mortos devido à covid-19 e temem que o número seja ainda maior.

Num país com 1,4 mil milhões de habitantes, apenas os locais mais afetados pelo vírus permanecem em isolamento.

Justificando o levantamento das restrições ao confinamento enquanto as infeções aumentam, o secretário da Saúde, Rajesh Bhushan, disse que a capacidade de testes foi aumentada e que os procedimentos de segurança foram postos em prática.

"Embora as vidas sejam importantes, os meios de subsistência são igualmente importantes", disse Bhushan.

A economia da Índia contraiu-se em 23,9% no segundo trimestre, o seu pior desempenho em pelo menos 24 anos.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 863.679 mortos e infetou mais de 26 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias France-Presse (AFP).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores

Tecnologia