Os Estados Unidos registaram mais 1.536 mortos por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 91.845 o total de óbitos desde o início da pandemia, segundo um balanço da Universidade Johns Hopkins.

O número de vítimas mortais duplicou em relação ao dia anterior, quando se registavam 759 mortes, com mais 777 óbitos nas últimas 24 horas que na véspera.

Os EUA totalizam também 1.527.355 casos confirmados de SARS-CoV-2, com mais 20.515 novos casos nas últimas 24 horas.

Os Estados Unidos são longe o país com mais vítimas mortais em todo o mundo.

O estado de Nova Iorque continua a ser o principal foco da pandemia naquele país, com 352.845 casos confirmados e 28.558 mortos. Só na cidade de Nova Iorque morreram 20.887 personas.

O país prolongou por mais 30 dias o encerramento da fronteira com o México para viagens consideradas não essenciais, indicou na terça-feira o secretário interino do Departamento de Segurança Nacional, Chad Wolf.

Vai manter por tempo indefinido uma norma que autoriza a expulsão de imigrantes que entrem por via terrestre sem autorização, como forma de evitar a propagação da covid-19, informou Chad Wolf.

Os Estados Unidos e o México acordaram em 21 de março restringir as viagens entre os dois países, limitando-as às consideradas essenciais, uma medida que entrou em vigor ainda antes em relação ao Canadá.

Com a nova extensão, as fronteiras deverão permanecer fechadas até 22 de junho.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 320 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,7 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Tecnologia

Música

Desporto

Podcast