O Governo dos Açores, através da Vice-Presidência, criou a Medida Extraordinária de Estabilização de Trabalhadores (MEET), que visa disponibilizar mais um apoio às empresas açorianas para assegurarem a manutenção dos seus postos de trabalho.

Esta nova medida consiste num incentivo adicional às empresas para, nesta fase, poderem manter os seus trabalhadores que estejam a contrato a termo certo, criando assim um incentivo adicional à renovação desses contratos ou à sua integração nos quadros das empresas.

A Medida Extraordinária de Estabilização de Trabalhadores consiste na criação de mais um apoio às empresas, de 6.000 euros por cada trabalhador que esteja contratado a termo certo e que seja integrado no quadro da empresa, a partir de 16 de março, ou de 1.800 euros por trabalhador a quem a empresa renove o contrato a termo, por, pelo menos, mais nove meses, quando este contrato terminar.

Este novo apoio, que é acumulável com todas as restantes medidas de apoio à manutenção do emprego, visa reforçar os incentivos às empresas para que renovem o contrato ou integrem no quadro os seus trabalhadores cujos contratos terminavam este ano.

Com esta nova medida, o Governo Regional dá mais um incentivo aos empresários e trabalhadores açorianos no sentido de minimizar as consequências económicas provocadas pela pandemia de COVID-19, reforçando o seu propósito de proteger os postos de trabalho e salvaguardar os rendimentos das famílias.

Esta medida, publicada hoje em Jornal Oficial, permite adicionar um mecanismo excecional e transitório, através de um apoio financeiro concedido à entidade empregadora, tendo como contrapartida a garantia de que a empresa mantenha todos os postos de trabalho que tinham, em média, em janeiro e fevereiro deste ano.

Neste sentido, e face à conjuntura atual, o Governo dos Açores considera de elevada importância estimular a estabilização das relações laborais dos trabalhadores vinculados por contratos a termo, contribuindo para inverter a sua situação de maior vulnerabilidade e reforçando os apoios às empresas para manterem o seu nível de emprego.

A Medida Extraordinária de Estabilização de Trabalhadores, que se destina aos empresários de natureza privada, incluindo os do setor social, materializa-se no pagamento de vencimentos para as conversões e renovações situadas no período entre 16 de março e 31 de dezembro de 2020, relativas a contratos de trabalho a termo iniciados em data anterior a 16 de março deste ano e termo contratual previsto para aquele intervalo de tempo.

As candidaturas à MEET devem ser efetuadas exclusivamente por via eletrónica, em https://portaldoemprego.azores.gov.pt/, através de formulário, e submetidas entre 1 de junho de 2020 e 15 de janeiro de 2021.

Esta medida surge na sequência de um conjunto de medidas implementadas pelo Executivo açoriano que reforçam e complementam as medidas nacionais adotadas, apoiando a liquidez da tesouraria das empresas, num incentivo para manterem os níveis de emprego existentes antes do surto epidémico.

 

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Tecnologia

Música

Desporto

Podcast