Medidas da Câmara Municipal para revitalizar centro histórico

No âmbito do conjunto de apoios e incentivos para aquisição de habitação e instalação de novos negócios no centro histórico da Cidade, a Autarquia avançou com a criação do Regulamento Municipal Viver e Investir na Praia da Vitória, que foi esta sexta-feira,10, publicado em Diário da República entrando oficialmente em vigor.
O documento, que engloba um conjunto de medidas destinadas a quem pretende viver e investir na Praia da Vitória, visa revitalizar a vertente urbana local e dinamizar o comércio no sentido de reforçar a economia, salientando as potencialidades da própria Cidade. 

Tiago Ormonde, vereador da Câmara Municipal com a pasta da dinamização económica, afirma que” a Praia da Vitória é uma cidade com potencialidades, esta é acolhedora, geograficamente apelativa pela proximidade entre os serviços e o comércio que dispõe, o que a torna muito interessante pela qualidade de vida que proporciona”.
“O conjunto de potencialidades que a caracteriza deve ser amplamente considerando na dinamização económica que a Autarquia praiense prevê e entende como complemento e reforço no centro histórico. Daí a criação de incentivos que contribuam para a fixação de pessoas, seja através da aquisição, renovação de imóveis ou pelo investimento em novos negócios”, refere o responsável municipal 

O edil praiense acredita que “existem empreendedores capazes de alavancar negócios importantes a nível local, bem como pessoas interessadas em residir na Praia da Vitória”, salientando a importância de “unir esforços em prol do desenvolvimento socioeconómico, assumindo a sua relevância na projeção da Praia da Vitória”, acrescenta.
Apoios para viver 

No que concerne aos benefícios fiscais para quem pretende viver na Praia da Vitória, o Município avança com a redução de 25% no Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI); isenção do Imposto Municipal sobre a Transmissão Onerosa de Imóveis (IMT); e isenção da taxa de licenciamento para operações de reabilitação e construção. 

Relativamente aos apoios financeiros, destaca-se o apoio na aquisição de habitação própria para cidadãos até aos 45 anos, inclusive, com incentivo no valor de 3% do valor da avaliação de finanças, até ao limite de cento e cinquenta mil euros; isenção  de 50 por cento das tarifas de Água, Resíduos e Saneamento, até ao limite do valor do primeiro escalão, pelo período de dois anos, nos processos de aquisição de habitação prevista no número anterior; isenção de 50% das tarifas de Água, Resíduos e Saneamento, até ao limite do valor do primeiro escalão, pelo período de dois anos, nos processos de arrendamento de imóveis para moradia própria e permanente por cidadãos até aos 45 anos de idade; apoio aos promotores de projetos de reabilitação na área designada, no valor do diferencial suportado pelos respetivos arrendatários comerciais durante o período da operação de reabilitação; apoio equivalente a 100 por cento das despesas inerentes às obrigações arqueológicas nas áreas de proteção da Praia da Vitória em projetos de reabilitação, por um período de até seis meses; e apoio equivalente a 100 por cento do valor das operações logísticas e obrigações legais para com a Cidade relativas à ocupação da via pública decorrente das obras de reabilitação em período de festividades.

Ao nível do apoio logístico, e integrado nesta vertente, está previsto também a assessoria na constituição das candidaturas ao Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbana (IFRRU 2020), bem como o apoio na concretização de atividades e ações em parceria com entidades privadas conducentes ao reforço da atratividade social, cultural, patrimonial e associativa.

Apoio a negócios

Concretamente ao nível do apoio a negócios, a aposta recaí na requalificação, modernização e remodelação interior dos espaços comerciais existentes no valor de 50 euros por metro quadrado da área comercial referida na licença de utilização, até ao limite de 2500 euros. Este apoio é válido para novos negócios e negócios já existentes.
Estão ainda previstos apoios ao nível de formação, nomeadamente a atribuição até 300 euros nas taxas de inscrição para participação em programas ou ações de formação no âmbito da modernização do negócio.

O documento envolve ainda os critérios e as regras de submissão, análise e aprovação de candidaturas. Este pode ser consultado na integra no sítio do Município da Praia da Vitória, acessível no link: http://www.cmpv.pt/ficheiros/pdfs/info_regulamentar/3484.pdf .
Os esclarecimentos adicionais, assim como a formalização das candidaturas podem ser efetuados junto do Gabinete da Empresa, situado na Rua de Jesus, no horário das 09h00 às 17h00, ininterruptamente.                

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores