O Diretor Regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade salientou hoje, na Praia da Vitória, os “progressos alcançados nos Açores” através do sistema de incentivos e de fomento do investimento privado.

“O Executivo tem apostado, de forma articulada, no apoio aos empresários açorianos através de várias medidas”, com destaque para o sistema de incentivos, afirmou Ricardo Medeiros.

Nesse sentido, referiu que “o Competir+ apresenta um âmbito de intervenção bastante diversificado", acrescentando que tem sido "dado especial ênfase aos projetos dirigidos à produção de bens transacionáveis”.

O Diretor Regional, em declarações à margem da visita a uma oficina de carpintaria, um projeto apoiado pelo sistema de incentivos, afirmou que “as empresas açorianas têm procurado modernizar-se e estar a par das novas tecnologias e de novas formas de funcionar, demonstrando grande capacidade empreendedora, espelhada na apetência pelo investimento”.

“O sistema de incentivos tem candidaturas de todas as ilhas, mas, neste momento, gostaria de realçar que cerca de 22% do total de candidaturas do Competir+ destinam-se a projetos a realizar na ilha Terceira, que se consubstanciam num volume de investimento próximo dos 100 milhões de euros e em mais de 580 novos postos de trabalho”, frisou Ricardo Medeiros.

Segundo o Diretor Regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade existe “grande preferência pela exploração de atividades ligadas à exportação de produtos e serviços, mas também tem havido grande aposta na renovação do tecido económico regional, que visa o consumo interno e a satisfação do mercado local”.

“Regista-se igualmente uma procura por parte dos jovens, visando a criação dos seus próprios negócios aqui na ilha Terceira, prevendo-se um investimento de cerca de sete milhões de euros e a criação de mais de 85 novos postos de trabalho”, reforçou Ricardo Medeiros.

O Diretor Regional acrescentou que, “até à data, foram apresentadas 37 candidaturas por jovens empresários, confirmando que, não obstante se tratar de pequenos negócios que serão implementados, o facto é que irão criar mais do que dois novos postos de trabalho por projeto”.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Saúde

Sociedade

Tecnologia