A Secretária Regional da Solidariedade Social anunciou hoje, em Ponta Delgada, que está em curso um processo de contratação de cerca de 2.500 horas mensais, designadas 'Horas de Apoio ao Cuidador', para a primeira fase da entrada em funcionamento dos Gabinetes Locais de Apoio ao Cuidador Informal.

“Consoante a divulgação e o conhecimento deste serviço na comunidade, assim como dos níveis de adesão que viermos a registar e da sua evolução, este número de horas poderá ser reforçado no início de 2021”, adiantou Andreia Cardoso.

A Secretária Regional falava na cerimónia de lançamento da primeira pedra do Centro de Paralisia Cerebral da Associação de Paralisia Cerebral de S. Miguel, um investimento que representa um apoio de mais de quatro milhões de euros por parte do Governo dos Açores.

“Garantimos, desde o arranque dos Gabinetes Locais, que esta bolsa de horas está disponível em todos os concelhos da Região, sendo assegurada por instituições sociais locais que trabalham com idosos e com pessoas com deficiência, tendo, por esta via, já uma relação de proximidade com alguns cuidadores”, frisou.

A governante adiantou que se pretende que este serviço permita ao cuidador informal ter condições para melhor acautelar outros aspetos da sua vida, quer em termos pessoais, como profissionais e sociais.

“Poderá dispor de tempo para ir a uma consulta médica, para ir à escola dos filhos ou até mesmo para momentos de lazer, com a segurança e tranquilidade de saber que a pessoa cuidada está devidamente apoiada”, frisou Andreia Cardoso.

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores

Tecnologia