Popularmente, ficou conhecida como “lua de neve” — os autores da designação foram “tribos de nativos-americanos [vulgo, índios] da região nordeste dos EUA”, que assim a passaram a denominar por coincidir com um período de fortes nevões, explicam a estação norte-americana CNN e o jornal espanhol La Vanguardia.

Esta “lua de neve”, que é uma lua cheia maior, mais branca e mais brilhante do que o habitual, como explica o La Vanguardia, não é considerada unanimemente pelos especialistas como uma Super Lua, segundo o site especializado Earth & Sky. No entanto, a maioria dos peritos considera-a a primeira Super Lua do ano, dada a maior proximidade que terá com a Terra neste período.

Em grande parte do mundo o período indicado para observar esta Super Lua nos próximos dias será algures entre a noite de sexta-feira e domingo, aponta o jornal espanhol La Vanguardia. A CNN, por sua vez, alerta que os melhores períodos para observar esta Super Lua serão nos momentos logo após o sol se pôr ou imediatamente antes do sol nascer.

O Observador contactou o Observatório Astronómico de Lisboa, que revelou que os melhores períodos para observar esta Super Lua serão no final da madrugada de este sábado para este domingo — às 7h30 de domingo, mais especificamente — e na segunda-feira às 20h37. Por isso, já sabe: se quer ver a primeira Super Lua de 2020, faça-o este domingo de manhã e/ou segunda-feira à noite. Pegue em mantas, saia à rua e olhe para o céu: ela estará à sua espera e nos próximos meses, com esta dimensão ou maior, só a poderá voltar a ver a 9 de março, 8 de abril e a 7 de março.

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores

Tecnologia