A presidente do grupo Grão-Pará faleceu aos 93 anos, neste sábado, segundo notícia avançada pelo jornal Expresso e confirmada ao Observador por fonte oficial do CDS. O velório decorre no domingo, a partir das 15h00, na Basílica da Estrela, em Lisboa. O enterro será na segunda-feira pelas 11h30, no cemitério da Guia, em Cascais.

A empresária foi responsável pela construção do Autódromo do Estoril, no início dos anos 1970, que ostenta, atualmente, o seu nome. Durante a presidência de Jorge Sampaio, recebeu a Ordem Civil do Mérito Agrícola e Industrial. Foi condecorada como Grande-Oficial da Ordem do Mérito e a 11 de março de 2000 e foi elevada a Grã-Cruz da mesma Ordem.

Fernanda Pires da Silva era mãe de Abel Pinheiro, que foi presidente executivo da Grão-Pará e antigo dirigente do CDS. Viveu no Brasil, após o 25 de abril de 1974 e na sequência do processo de estatização da economia portuguesa, e regressou a Portugal no final da década de 1970 quando o grupo Grão-Pará lhe foi restituído.

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores

Tecnologia