Conhecer o próprio corpo é um aspecto importante para o diagnóstico precoce

Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), no ano passado, registaram-se, em todo o mundo, 18 milhões de novos casos de câncer.

A prevenção e detecção precoce do cancêr são importantes no combate à doença, mas ainda há sintomas que passam despercebidos. Tais como:

Perda de peso e de apetite: Numa fase inicial da doença, alguns tumores não dão sintomas específicos, como é o caso de alguns tipos de cancro do pâncreas ou do pulmão. A perda de peso e de apetite são dos primeiros sinais que podem levar a um diagnóstico. Por isso, se está a emagrecer sem dieta ou exercício físico, consulte um médico.


Fadiga/anemia: O cansaço e a sonolência podem ter causas muito distintas, mas no caso de se tratar de uma anemia não deve perder tempo a ir ao médico. Apesar de associada a doenças benignas ou lacunas na alimentação, a anemia é também um sintoma comum de cancro do estômago e tumores do intestino ou do sangue.

Sangue nas fezes: É um sintoma comum e bastante valorizado nos tumores gastricos, do intestino e do recto. Mas as pessoas não estão familiarizadas com as diferentes formas que pode assumir: as partículas podem ser tão pequenas que não são visíveis, pode haver sangue vermelho vivo e o sangue escuro quase imperceptível. É importante estar atento.

Tosse prolongada: No caso do cancro do pulmão, o aspecto mais valorizado é o sangue na expetoração. Na realidade, ter uma tosse seca e irritativa que não passa é razão suficiente para procurar um médico.

Líquido no mamilo: Até no cancro da mama, sobre qual há bastante informação, existem lacunas que poderão ser importantes em alguns casos. As mulheres estão alertadas para a importância de vigiar nódulos/caroços na mama e axila, mas estão menos informadas em relação ao líquido no mamilo (uma escorrência ou secreção) ou a inversão do mesmo. Estas secreções não devem ser desvalorizadas.

Incontinência urinária: Quando falamos em cancro da bexiga, o sangue na urina é um sintoma muito valorizado. A incontinência, por outro lado, passa despercebida por ser considerada algo normal para a idade (por exemplo).

Dor pélvica: A dor pélvica persistente é um dos sintomas menos valorizados nos tumores ginecológicos – útero (corpo e colo), ovário e vulva.
Gengivite: As gengivites são um sintoma muito comum num subtipo de leucemia aguda, e infecções recorrentes.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Cultura

Saúde

Sociedade

Tecnologia

Motores

Tecnologia