A Câmara Municipal da Praia da Vitória garantiu a autorização das autoridades de saúde para a produção de máscaras sociais de proteção individual, a distribuir gratuitamente pela população do Concelho, após validação e testes pela Delegada de Saúde da Praia da Vitória.

O presidente da autarquia adianta que a produção – a cargo de uma empresa com sede na Praia da Vitória, as Modelinas Tecidos – tem vindo a ser desenvolvida há vários dias, para que a distribuição das máscaras à população tenha início a 04 de maio.

“Primeiro articulamos com a empresa produtora a forma e o modo de confeção, assim como a respetiva linha de produção. Depois, avançamos com as diligências junto das autoridades de saúde, nomeadamente a Delegada de Saúde da Praia da Vitória, no sentido de garantirmos os devidos procedimentos para esta ação. Entendemos que esta medida é mais um valioso contributo para a proteção de todos. A distribuição vai efetuar-se em articulação com as Juntas de Freguesia, num trabalho conjunto que tem caracterizado o esforço de todos para ultrapassarmos esta situação”, explica Tibério Dinis.

Segundo o presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, este material não substitui as máscaras cirúrgicas, mas é um complemento às medidas de proteção e higienização recomendadas pela Autoridade de Saúde.

A distribuição iniciar-se-á pelas pessoas com mais de 65 anos e pelas pessoas com doenças crónicas. Depois será alargada a toda a população do Concelho.

Cada máscara será acompanhada por um folheto que explica a forma de usar, os procedimentos de lavagem e as advertências a ter em conta.

Nesse ponto, o folheto ressalva: a máscara não é um dispositivo médico e não cumpre o regulamento das máscaras cirúrgicas, nem dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s); é reutilizável após as lavagens adequadas; pode ser utilizada como máscara de contenção para evitar/conter a projeção de partículas; e o seu uso só é considerado eficaz quando combinado com uma lavagem a cada utilização da máscara e com a higienização adequada das mãos.


Agradecimento à Força Aérea Portuguesa

O executivo municipal sublinha ainda o apoio da Força Aérea Portuguesa, que hoje, sexta-feira, procedeu ao transporte dos materiais necessários para a confeção das máscaras, considerando que a matéria-prima necessária para a continuidade da produção já se encontrava esgotada na Ilha Terceira.

O Presidente da Autarquia praiense expressou ainda, “um especial agradecimento ao Comandante da Zona Aérea dos Açores, Brigadeiro General João Pereira, pela pronta disponibilidade manifestada para colaborar com a Câmara Municipal no transporte do material necessário à produção das máscaras sociais”. Frisando que “trata-se de mais um exemplo da excelente cooperação que existe entre as entidades em prol do serviço da nossa comunidade”.

Pin It

Angra do Heroísmo

Notícias Regionais

Ilha Terceira

Economia

Startups

Outras Notícias

Mundo

Cultura

Saúde

Sociedade

Motores

Motores