O Serviço Municipal de Proteção Civil da Praia da Vitória, no âmbito das suas competências, tem desenvolvido fiscalizações com a finalidade de verificar o estado das ribeiras no concelho, assim como reabilitar as zonas de riscos a fim de garantir a proteção e o bem-estar dos munícipes.

Segundo a Vereadora com competência delegada, Raquel Borges, “este trabalho, que tem sido realizado de forma constante, ao longo deste ano, visa atenuar o risco de eventuais danos em bens materiais e nas pessoas devido à ocorrência de cheias rápidas e inundações no concelho”.

“Como exemplo temos diagnosticado ribeiras que carecem de intervenções, bueiros e sumidouros com necessidades de reabilitação, habitações expostas ao perigo, estradas vulneráveis, entre outras situações inusitadas”, explicou.

“Com o trabalho de fiscalização que o Serviço Municipal de Proteção Civil está a desenvolver, pretendemos avaliar e intervir em locais de risco através da concretização de ações concretas e de visitas periódicas às ribeiras, assim como reportando as necessidades junto da entidades competentes. Tem sido um trabalho desenvolvido em articulação com a Delegação da Ilha Terceira da Secretaria Regional dos Transportes e Obras Públicas, o Serviço de Ambiente da Ilha Terceira e com as Juntas de Freguesia”, disse.

Raquel Borges explica que numa primeira fase os trabalhos centraram-se na Ribeira dos Pães, na Vila das Lajes, nas linhas de água localizadas nas Fonduras e na Casa da Ribeira, freguesia de Santa Cruz, seguindo-se uma limpeza da bacia de retenção na Rua do Cavaco em São Brás, “em resposta aos recentes fenómenos extremos de cheias rápidas e inundações registados”.

O SMPCPV tem como competências a prevenção e atenuação dos riscos coletivos inerentes a situações de acidentes graves ou catástrofes; a prestação de socorro e a assistência a pessoas e outros seres vivos que se encontrem em situação de perigo; e a reposição da normalidade da vida das pessoas sinistradas.

Durante o mês de outubro serão apresentados os Planos de Intervenção de cada uma das freguesias do concelho. Este documento tem a finalidade de servir não só como uma base de trabalho diário de atuação do serviço municipal de proteção civil numa ótica de prevenção, mas também como um documento dinâmico, constantemente atualizado com informações dadas quer pela população em geral, como pelas juntas de freguesias, bem como outras entidades.

Pin It

Angra do Heroísmo

Ilha Terceira

Notícias Regionais

Economia

Startups

Outras Notícias

Cultura

Saúde

Sociedade

Tecnologia

Motores

Tecnologia